Bauru e grande região

 

25/06/2020 - 05h00

Festas ilegais

O projeto de lei que aumentará a multa para organizadores e participantes de festas durante a pandemia deve ser encaminhado até amanhã para a Câmara. O processo recebeu parecer favorável do Jurídico da prefeitura. A procuradora-geral do município, Alcimar Mondillo, e o secretário de Negócios Jurídicos, Antônio Carlos Garms, já liberaram o processo para o Gabinete do prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB).

Valor salgado

A multa prevista na proposta é de R$ 15 mil para o organizador da festa e para o dono do imóvel e R$ 500,00 para quem for pego frequentando ou participando de reuniões festivas que causem aglomerações.

Sessão Extra

A Câmara Municipal terá sessão extraordinária na segunda-feira (29), logo após a sessão ordinária. O presidente José Roberto Segalla (DEM) vai chamar as sessões em sequência para permitir a aprovação em dois turnos de projetos que repassam recursos a entidades. Uma delas é a Casa do Garoto.

Permissão

A Casa do Garoto já recebeu a permissão da Prefeitura de Bauru para usar o ginásio Darcy César Improta, no Núcleo Geisel, para o acolhimento dessas pessoas. Após assinar o convênio com o município para o repasse do dinheiro, a entidade vai adaptar o espaço. Os moradores de rua poderão passar a noite no ginásio de esportes.

À Emdurb

A Defensoria Pública mandou ofício para a Emdurb pedindo esclarecimentos sobre a retirada de pertences de moradores de rua que estavam na praça em frente ao Terminal Rodoviário, na semana passada. A Defensoria pede ainda a liberação do banheiro público e do bebedouro para uso desta população, pois teriam sido trancados.

Projetos

O vereador Sandro Bussola (PSD) apresentou ontem três projetos de lei relacionados à pandemia de coronavírus. Um é para que o município possa custear a permanência de profissionais da saúde em hotéis. Outro para o fornecimento de internet gratuitamente a professores e alunos da rede pública de ensino municipal. E o terceiro para garantir a internação em leitos privados caso faltem vagas na rede pública.

Reserva

Já os vereadores Coronel Meira (PSL) e Yasmim Nascimento (PSDB) estão dando entrada com projeto de lei para que mulheres vítimas de violência doméstica ou familiar tenham reserva de vagas em empresas contempladas com isenção de imposto municipal, ou em empresas que receberam áreas concedidas pela prefeitura.

 

Ler matéria completa