Bauru e grande região

 

27/06/2020 - 05h00

Concursos

A Prefeitura de Bauru publica hoje decreto que suspende o prazo de concursos públicos durante a pandemia. A medida vale também para o DAE, Funprev e Emdurb. Isso permitirá que os aprovados sejam convocados após o período de calamidade pública, uma vez que muitos perderiam a validade.

Eleições

O adiamento das eleições municipais para novembro segue indefinido na Câmara dos Deputados, após aprovação no Senado. Para o deputado federal Capitão Augusto (PL), a proposta do Senado não avançará e o pleito acabará mantido em outubro, após conversas com lideranças de bancadas.

Ainda dá

Já o deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB) acredita que ainda seja possível convencer parte dos parlamentares a votar a favor do adiamento. Tanto Augusto como Rodrigo consideram que as eleições para prefeito e vereador devem ocorrer em 2020, para evitar a prorrogação de mandatos.

Ceagesp

Rodrigo Agostinho protocolou ontem no Ministério da Agricultura e no Ministério da Economia ofício solicitando assistência aos comerciantes prejudicados pelo incêndio no Ceagesp, ocorrido nesta semana. O deputado cobra ainda a liberação de verba para a recuperação da área.

Flores

O vereador Natalino da Silva (PV) vai apresentar Moção de Apelo para que a prefeitura inclua entre as atividades essenciais a comercialização de flores e plantas ornamentais. De acordo com o parlamentar, houve diminuição considerável das vendas durante a pandemia, levando prejuízo aos produtores e comerciantes, e ameaçando empregos na região.

Guias

O vereador Manoel Losila (MDB) vai apresentar Moção de Apelo para que a Assembleia Legislativa do Estado aprove projeto que contempla os guias turísticos com recursos durante a pandemia de coronavírus. Ele lembra que a categoria é uma das mais atingidas pela crise econômica.

Chapa pura

O MDB indica que pode ter chapa pura nas eleições. Os nomes cotados são de Rodrigo Mandaliti, Rodrigo Paschoalotto e Renato Purini. Mas o partido está aberto a composição com outras legendas e também busca ampliar sua presença na Câmara, onde tem o vereador Manoel Losila.

Multa

O prefeito não pedirá regime de urgência ao projeto de lei que aumentará para R$ 15 mil a multa a organizadores de festas. Ele e o líder do governo na Câmara, vereador Markinho Souza (PSDB), acreditam que pela importância do assunto a tramitação será ágil.

Ler matéria completa