Bauru e grande região

 

22/07/2020 - 05h00

Em silêncio no MP

O ex-presidente da Cohab Edison Bastos Gasparini Jr. foi chamado para depor no Gaeco, do Ministério Público (MP), nas investigações que apuram irregularidades na companhia habitacional. Mas ele preferiu ficar em silêncio. Os promotores, que convocaram Gasparini na semana passada, continuam com o trabalho de investigação sobre o caso.

Defesa se pronuncia

A defesa de Gasparini demonstra que não concorda com a condução da investigação criminal. Em nota, o advogado de defesa Leonardo Magalhães Avelar diz que "eventuais discordâncias técnico-jurídicas quanto à forma de condução da investigação criminal serão apontadas pela defesa técnica no momento oportuno". Ele diz ainda que o seu cliente apresentará todos os esclarecimentos "nos estritos limites da legislação vigente", afirma.

Denúncias

A vereadora Telma Gobbi (PP), presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, fará reunião hoje com servidores da Secretaria de Saúde que apresentaram denúncias sobre a manutenção da frota da pasta, conforme o JC já noticiou. Além dela, o vereador Coronel Meira (PSL), que é membro da comissão, também acompanha o assunto.

Fila maior

A propósito, Meira afirma que a fila de espera por consultas, exames e cirurgias deve aumentar ainda mais após a pandemia. Na avaliação do parlamentar, o município poderia transformar uma das UPAs em hospital para desafogar a espera.

Marginais

O vereador Natalino da Silva (PV) voltou a demonstrar preocupação com a velocidade das obras de construção das marginais da Marechal Rondon, na área urbana de Bauru. A concessionária ViaRondon ainda vai entregar o primeiro trecho, e deu início a obras no segundo trecho. A conclusão deve ser em 2023.

Viaduto

Na sessão da Câmara, Natalino relembrou audiências públicas e reuniões que ocorreram nos últimos três anos, com empresários afetados pela obra, a concessionária e prefeitura. A vereadora Yasmim Nascimento (PSDB) também chamou, em conjunto com Natalino, alguns encontros. A construção do viaduto na avenida Cruzeiro do Sul foi incluída no projeto pelo Estado.

Calma nessa hora

Os ânimos estão se acirrando em Bauru decreto após decreto e com a permanência da cidade e região em uma fase do Plano São Paulo bastante restritiva. Haverá manifestações nesta semana, que são legítimas, mas que devem ser pacíficas e preceder muito diálogo, se possível.

Ler matéria completa