Bauru e grande região

 

31/07/2020 - 05h00

Radares

Parte dos radares fixos já está multando em Bauru. O contrato com a empresa Splice venceu em abril e desde então os aparelhos estavam desativados. A mesma empresa venceu a licitação e reinstalou todos os radares. Alguns já foram aferidos pelo Inmetro e estão multando - a Emdurb não informa quais deles. Até o final da semana que vem, todos estão aplicando multas, em sistema de rodízio.

Investigando

A empresa municipal abriu uma sindicância para apurar se houve alguma falha para que o município ficasse mais de três meses sem radares. O presidente da Emdurb, Elizeu Eclair, confirma a sindicância, mas destaca que as apurações iniciais mostram que o processo foi aberto no período correto, porém, como aconteceram várias impugnações, ocorreu a demora.

Pré-candidato

O ex-secretário municipal de Saúde José Eduardo Fogolin pode concorrer a uma vaga na Câmara. Ele confirmou que há o interesse em disputar as eleições como candidato a vereador, mas a definição será apenas em setembro, durante as convenções, e pretende colocar em discussão a saúde pública. Fogolin é filiado ao PSB, legenda em que já estava antes mesmo de ter sido secretário neste governo.

Terceiro

Se Fogolin for confirmado na disputa, será o terceiro ex-integrante do primeiro escalão do governo do prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB) que concorrerá a vereador. Além dele, já são pré-candidatos Eduardo Borgo (PSL), ex-secretário de Administrações Regionais, e Chico Maia (PT), que ocupou a Sagra no primeiro ano. Já Irineu Ortolani, que também foi da Sagra, tenta sair candidato a prefeito em Piratininga. Do segundo escalão, Márcio Teixeira, que foi diretor de limpeza pública da Emdurb, vai concorrer a vereador em Bauru pelo PDT.

Pedido

O vereador Serginho Brum (PDT), o presidente do partido em Bauru, Gerson Pinheiro, e o ex-vereador Fabiano Mariano solicitaram R$ 500 mil em emendas parlamentares ao deputado estadual Márcio Nakashima (PDT). Caso a verba seja obtida, deverá ser aplicada em saúde e pavimentação no município.

Online

A Câmara Municipal terá sessão extraordinária na segunda-feira (3), em formato virtual. Nesta semana, a Casa de Leis suspendeu as atividades presenciais, após casos confirmados de coronavírus entre servidores. Além de votar projetos em segunda discussão, já aprovados na última sessão, os vereadores devem analisar outras propostas, que ainda serão definidas.

Ler matéria completa