Bauru e grande região

 

15/09/2020 - 05h00

RECORDES

Se Bauru pode ter 12 candidatos a prefeito, um recorde, conforme o JC já mostrou, o mesmo ocorre nas principais capitais. Tanto São Paulo como o Rio de Janeiro já possuem 13 candidatos confirmados. O fim das coligações proporcionais levou partidos menores a ter candidato próprio, na tentativa de impulsionar a chapa de vereadores.

FINALIZANDO

As convenções vão chegando ao final em Bauru. Ontem, o PSB e o PV formalizaram parceria. Já o PSD vai de chapa pura, com Sandro Bussola a prefeito e Thyago Cezar de vice. Hoje, às 11h, acontece a convenção do Republicanos, que também decidiu não fazer coligações. Edu Avallone será confirmado na disputa a prefeito, com o ex-vereador Moisés Rossi de vice-prefeito. MDB e Pros também terão convenções hoje.

CUTUCADAS

Os candidatos já começam a 'trocar farpas'. No domingo (13), o DEM de Raul Gonçalves Paula atacou bastante o governo do prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB), que tentará a reeleição. Ontem, Sandro Bussola e seu vice também deram cutucadas no atual governo municipal e em Raul. O clima deve esquentar de vez quando a campanha oficial começar, dia 27 deste mês.

RETÓRICA

No PSB, vários filiados queriam coligação, mas prevaleceu a decisão de ter candidata própria. O ex-prefeito Tidei de Lima e o deputado federal Rodrigo Agostinho fizeram os discursos principais. O ex-secretário de Saúde José Eduardo Fogolin também pregou união e olhar social para o partido - ele disputará a vereador. O atual secretário do Bem-Estar Social, José Carlos Fernandes, esteve na convenção de Gazzetta, no sábado (12), e ontem foi na do PSB, onde é filiado.

IZZO FORA

O ex-prefeito Antônio Izzo Filho postou na noite de ontem, em sua página no Facebook, que não concorrerá nas eleições deste ano. Na mensagem, afirma “que venho há mais de 20 anos tentando provar minha inocência em um processo”. Izzo diz que buscou sua habilitação eleitoral, pois teria havido um erro no processo, mas que não haverá tempo hábil para recorrer em segunda instância.

DELEGACIA

Oito vereadores devem fazer Boletim de Ocorrência (BO) hoje por conta de uma publicação na internet que coloca a foto dos parlamentares dizendo que eles não querem investigar a Cohab. Os vereadores citados não concordavam com a abertura de Comissão Processante (CP), mas citam que já tinham aprovado o relatório da Comissão Especial de Inquérito (CEI). Eles pedirão apuração por possível difamação com caráter eleitoral e fake nas mídias sociais.

Ler matéria completa