Bauru e grande região

02/05/2021 - 05h00

Eleição no ar

As eleições para presidente, governador, deputados e senadores, em 2022, já estão no ar e nos bastidores. O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), por exemplo, mantém conversas e giros pelo Interior paulista com a intenção de viabilizar sua candidatura ao Palácio dos Bandeirantes, que ocupou por cerca de 12 anos. Enquanto isso, o governador João Doria (PSDB) ainda não definiu, ao menos publicamente, se tentará a reeleição ou se lançará á Presidência da República.

Xadrez tucano

No PSDB, porém, Alckmin pode ter que brigar por espaço com o atual vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM), que pode migrar para o ninho. O grupo de Doria quer Alckmin como candidato ao Senado. A candidatura do ex-governador via PSDB está atrelada ao acerto nacional em torno de Doria e do DEM. Por isso, interlocutores de Alckmin já cogitam um plano B, como a filiação dele ao PSL ou ao PSB, além de aproximação com o PSD, de Gilberto Kassab.

Tobias fala

"O PSDB é a prioridade tanto para o Geraldo quanto para o grupo dele. Pela história, porque ele foi fundador [da legenda]. Mas o Geraldo será candidato, seja pelo PSDB ou outro partido", disse à Agência Folhapress o ex-deputado estadual Pedro Tobias, articulador de Alckmin. Segundo Tobias, a militância é que vai definir se há espaço para o ex-governador no PSDB. O ideal, para ele, seria repetir a chapa de 2014, com Márcio França (PSB) de vice. "A eleição estaria ganha", afirma o bauruense.

França de olho

Márcio França tem feito esforços para atrair Alckmin para o PSB e vê com entusiasmo a repetição da parceria. Ele chegou ao segundo turno contra João Doria em 2018 e disputou a prefeitura da Capital em 2020. "Essa dobradinha com o Geraldo é muito competitiva. Sou forte na capital, Grande São Paulo, ABC e Baixada [Santista], e ele é querido no interior", afirma França.

PSL também...

O PSL, que está disposto a acolher o tucano, tem afirmado que terá candidatura própria. O nome escolhido era o do senador Major Olímpio, que morreu de Covid-19. Agora, o partido considera mais viável a filiação de um novo quadro do que lançar um dos membros. Duas campeãs de votos da legenda em 2018, a deputada federal Joice Hasselmann perdeu força depois do desempenho fraco na eleição paulistana e a deputada estadual Janaina Paschoal mira o Senado.

Teletrabalho

A Câmara Municipal de Bauru permanecerá fechada (em teletrabalho) até o dia 9 de maio, decidiu a Mesa Diretora. O Governo do Estado anunciou, na última quarta-feira (28/4), a prorrogação por mais uma semana da fase de transição (fase vermelha para a fase laranja), em todo território paulista.

Ler matéria completa