Bauru

15/09/2021 - 05h00

45 do 2º tempo

A relatora da CEI da Fundação, que apura possíveis irregularidades nos convênios e contratos entre a Prefeitura de Bauru e a Fersb, Estela Almagro (PT), encaminhou ontem pedido ao presidente do Legislativo, Markinho Souza (PSDB), para que tome providências sobre a demora no envio dos documentos pedidos à prefeitura. Após o pedido, no final da tarde, os documentos foram entregues à relatora. Coincidência?

CP cogitada

As informações pedidas, segundo Estela, são importantes para a continuidade dos trabalhos da CEI e entre as medidas que poderiam ser tomadas pelo Legislativo estava a dissolução, sem conclusão, da CEI, e imediata implantação de uma Comissão Processante (CP). Esta, com poderes para cassar o mandato da prefeita Suéllen Rosim (Patriota). Não se sabe se o pedido de Estela ao presidente chegou até o Executivo, colocando um fim ao impasse do documentos. Mas tudo indica que sim.

Arquivado

O relator da Comissão de Ética e Decoro do Legislativo, José Roberto Segalla (DEM), propôs o arquivamento do processo que apurava possível quebra de decoro parlamentar por parte do vereador Eduardo Borgo (PSL). O relator ponderou que a conduta de Borgo deve ser repreendida, mas não punida. A apuração foi pedida pelos vereadores Chiara Ranieri (DEM) e Markinho Souza (PSDB), após fala de Borgo se referindo agressivamente a vereadores da gestão passada, sem citar nomes, em referência às apurações do caso Cohab.

Desfecho

No relatório, Segalla cita insurgência de Borgo em sua defesa. E quando se defende, Borgo insiste que, em nenhum momento, se referiu a todos os vereadores da gestão passada. Na sequência, o relator reforça a impossibilidade, na instância legislativa, em definir se houve ou não crime contra a honra de alguém especificamente. Uma saída para os dois seria procurar a Justiça para que Borgo identifique os vereadores que teriam relação promíscua com a Cohab.

Cardápio 2022

Na semana passada, em uma pomposa churrascaria da zona Sul, almoçaram juntos Toninho Gimenez, Gazzetta e os vereadores Markinho, Carlinhos do PS e Beto Móveis. Também estava presente o ex-vereador Roger Barude. No cardápio, variado, muita conversa para 2022. Apenas lembrando, Toninho Gimenez estará na campanha de Geraldo Alckmin e do deputado Campos Machado. Beto Móveis tem compromisso com Rodrigo Agostinho (por conta da emenda que garantiu o asfalto no bairro Giansante), e Markinho, Gazzetta e Roger são PSDB. Já Carlinhos, ficou no PTB.

 

Ler matéria completa

×