Bauru

21/11/2021 - 05h00

Prévia tucana

A política nacional tem importante evento neste domingo - as prévias do PSDB para escolha do candidato do partido a presidente da República. João Doria (governador de São Paulo), Eduardo Leite (governador do Rio Grande do Sul) e Arthur Virgilio Neto (ex-prefeito de Manaus) são os candidatos.

Com Doria 1

Em Bauru, tucanos como o secretário executivo de Desenvolvimento Regional, Rubens Cury; Marcelo Graziani (presidente interino do PSDB), vereador Markinho Souza (presidente da Câmara), ex-prefeito Clodoaldo Gazzetta, Arildo Lima Junior, Thaís Viotto, Dra. Nilzete, Carlos Ladeira, Silvia Borges, João Cabral, entre outros, votarão em João Doria.

Com Doria 2

Na região, fecharam com Doria, segundo informa a direção do PSDB, 13 prefeitos e 14 vice-prefeitos tucanos, além de 95% dos vereadores do partido (63 parlamentares). Ex-prefeitos, como João Sanzovo e Edgar de Souza, além dos coordenadores regionais de Jaú, Antonio Serra; de Lins, Dr. Artur; e de Bauru, Sandro Bola, também votarão em João Doria hoje.

Sem discussão

Nesta sexta-feira (19), o Sinserm (sindicato dos servidores de Bauru) protocolou ofícios junto à Prefeitura e a Câmara Municipal solicitando que o Projeto de Lei (PL) 77/21, que altera o art. 37 da Lei Municipal 3.373/91, seja retirado da pauta "pela ausência de discussão com o sindicato e servidores, bem como pela maneira confusa como foi apresentada sua operacionalização". O artigo refere-se à forma do pagamento das férias dos funcionários.

Preocupação

Segundo o Sinserm, as mudanças apresentadas no PL geraram preocupações nos servidores, que tão logo tomaram conhecimento do projeto procuraram a entidade para obter esclarecimentos. "Como nem o Executivo ou Legislativo estabeleceram diálogo junto aos servidores através do sindicato para elucidar previamente os eventuais questionamentos, compreendemos que a retirada do PL é o único caminho possível", diz o sindicato.

CEI da Fundação

Por falar em Câmara Municipal, os vereadores discutirão e votarão amanhã o relatório final da CEI da Fundação, que investigou as relações jurídica e econômico/financeira entre a prefeitura e a Fundação Regional de Saúde (Fersb).

Outros processos

Também na pauta, já em segunda discussão, o PL que estabelece o Plano Plurianual para o período de 2022 a 2025, de autoria do Executivo; o que estima a receita e fixa a despesa do município para 2022, também do Executivo, e o que institui no calendário oficial o "Dia Municipal em Memória às Vítimas Fatais da Covid-19", do vereador José Roberto Segalla (DEM). Entre outros.

 

Ler matéria completa

×