Bauru

08/05/2022 - 05h00

Em alerta!

O presidente da Câmara, Markinho Souza (PSDB), fez um alerta nos últimos dias sobre a possibilidade de Bauru perder dois de seus principais eventos populares: a Grand Expo, que já estaria sendo negociada com a cidade de Piratininga, e o Carnaval de rua, já que as escolas de samba e os blocos também estariam negociando para levar os desfiles para cidades da região.

Indefinição

Para o presidente, a prefeitura precisa buscar uma alternativa para realizar a Expo neste ano, até que se realize o chamamento público que vai definir a empresa que passará a gerir o Recinto Mello Moraes nos próximos anos. Se não demonstrar interesse, os responsáveis pelo evento devem fechar sua transferência com outra cidade. "Corremos, sim, o risco de que a Expo Bauru seja realizada na cidade vizinha", afirmou à coluna.

Desinteresse

Também o Carnaval deve mudar de endereço pela falta de interesse do município em manter a festa em Bauru. "Se a prefeita continuar insistindo que só vai entrar com a infraestrutura e que cada grupo vai ter que bancar os custos, também não teremos Carnaval no ano que vem, e vemos movimentação e conversas com outras cidades, porque querem seguir apresentando sua arte", afirmou Markinho.

Prestigiado

Uma publicação do Diário Oficial (DO) de sexta passada mostra a estratégia do novo presidente da Emdurb, Everson Demarchi, exposta em entrevista ao JC, de recuperar a viabilidade financeira da entidade. Everson afirmou que pediria o reequilíbrio de alguns contratos com a prefeitura, devido ao aumento de preços de vários itens, no período entre a assinatura do contrato e o momento atual. Um termo aditivo elevou em R$ 2,1 milhões um determinado contrato, que passou de R$ 11,4 milhões para R$ 13,5 milhões.

De volta

Novamente, o projeto que define o teletrabalho entre os servidores da prefeitura está na pauta da sessão da Câmara. A última vez que os vereadores discutiram e tentaram votar o projeto foi há duas semanas, mas ele foi sobrestado, mais uma vez. A proposta de autoria do Executivo deu entrada na Câmara no dia 25 de outubro. Desde então, tem sido discutido e sua votação adiada por uma série de questionamentos e dúvidas em relação à regulamentação do trabalho remoto.

Aplauso

Dará entrada amanhã, na sessão, uma Moção de Aplauso em homenagem à trajetória profissional do radialista Francisco (Chico) Cardoso que, nas palavras do autor da propositura, vereador Serginho Brum (PDT), "com tanto amor, sempre exerceu e ainda exerce a sua profissão".

Ler matéria completa

×