Bauru

22/06/2022 - 05h00

Catando cacos

Ainda repercute nos bastidores a sessão da Câmara de Bauru que decidiu pela criação de Uma Comissão Processante (CP) para investigar as aquisições de imóveis da Secretaria da Educação. Enquanto junta os cacos, o governo tenta entender o voto mudado do vereador Pastor Bira (Podemos) e a ausência do vereador Mané Losila (MDB), determinantes para a aprovação do pedido de CP.

Sob críticas

Pastor Bira experimenta uma série de críticas em redes sociais oriundas, principalmente, de pessoas do segmento evangélico. Ele é pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular, que não é a mesma da prefeita Suéllen Rosim. A da prefeita é a Mipe - Ministério Produtores de Esperança. E há, também, quem tenha elogiado a postura de Bira.  

Salto alto

Uma pessoa próxima ao governo municipal avalia que faltou acuidade e sobrou confiança quanto à votação dos pedidos de CP. Para ele, o cálculo foi mal feito e não se trabalhou uma margem de segurança, principalmente após notar-se a ausência de Losila, que sempre vota a favor da prefeitura e que segue declarando ser contra a abertura de Processante.  

Sobre merenda

Acontece hoje, a partir das 14h, a audiência pública que vai debater o reforço da merenda escolar como forma de garantir que alunos da rede municipal de ensino, especialmente os que residem em regiões carentes da cidade, não fiquem sem alimentação adequada quando estiverem fora da escola. A iniciativa é da vereadora Chiara Ranieri (União Brasil).

Responsáveis

Foram convocados para participar a secretária de Educação, Maria do Carmo Kobayashi; a diretora do Departamento de Alimentação Escolar da Secretaria de Educação, Franly Regina Craveiro Lambertini; a secretária do Bem-Estar Social (Sebes), Ana Cristina de Carvalho Salles Toledo, e o secretário de Economia e Finanças, Everton de Araújo Basílio. A prefeita Suéllen Rosim (PSC) foi convidada.

Cinco vezes

Como mostrou o JC no início de junho, em algumas escolas crianças têm repetido, diariamente, até cinco vezes a merenda. O fato é interpretado pela vereadora Chiara e especialistas da área como uma compensação à falta de alimentos que essas crianças teriam em suas casas. Chiara é presidente da Comissão de Educação e Assistência Social da Câmara.

Silva e Boulos

A esquerda bauruense recebeu entre sábado e ontem duas lideranças em seus respectivos partidos. O primeiro, no sábado, foi Orlando Silva (PC do B), ex-ministro dos Esportes dos governos petistas. O segundo foi Guilherme Boulos (PSOL), que esteve ontem na cidade. Ambos falaram ao JC, que publicará matéria em breve.

Ler matéria completa

×