Bauru

30/07/2022 - 05h00

Marina Silva

A ex-ministra Marina Silva (Rede Sustentabilidade) esteve nesta sexta-feira (29) no espaço Café com Política do Jornal da Cidade, antes de participar do lançamento da campanha do advogado Edilson Marciano a deputado estadual pelo partido, realizada na noite de ontem.

Possibilidades

Cotada para ser vice-governadora de Fernando Haddad (PT), Marina se divide entre a possibilidade de ajudar a governar o Estado ou se candidatar a deputada federal. Sem afirmar uma ou outra possibilidade, apenas diz que estar na Câmara Federal lhe traria grandes desafios, não só na área ambiental, mas também, segundo ela, na recuperação do país.

Pedro Tobias

Por falar em Haddad, o ex-deputado Pedro Tobias (PSB) foi (ou é ainda) cogitado para ocupar a vaga de vice-candidato ao governo do Estado na chapa encabeçada por Fernando Haddad, caso as negociações com Marina não progridam. Até a semana que vem, tudo estará definido. Geraldo Alckmin foi quem indicou Tobias à chapa petista no Estado.

Para Alesp

Neste sábado (30), mais nomes de Bauru serão oficializados para a corrida eleitoral. A convenção do Republicanos deve homologar o nome de Abner Isidoro para a disputa de deputado estadual. O partido apoia a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) e a eleição para o Governo do Estado do ex-ministro Tarcísio Freitas (Republicanos), que são esperados no evento.

Agir 36

Também o Agir 36, antigo Partido Trabalhista Cristão (PTC), realiza sua convenção hoje. Por Bauru, dois nomes devem ser homologados. Para deputado estadual José Leme e para deputado federal Carlinhos Cantelli. O partido não tem coligações para a disputa do governo estadual ou federal.

Na mesa 1

O Sinserm e o Sindtran entregaram ontem à Emdurb uma contraproposta ao que foi apresentado pela empresa como alternativa para colocar fim à greve de seus funcionários. A Emdurb propõe o aumento do vale-compras para o mesmo patamar concedido pela prefeitura, mas em quatro parcelas nos meses de janeiro e agosto de 2023 e 2024.

Na mesa 2

Na contraproposta, os sindicatos que representam os funcionários se alinharam o que foi apresentado pelo vereador Eduardo Borgo (PMN). Entre outras, prevê integralização do capital social da empresa em R$ 5 milhões para investimentos e realização do reequilíbrio contratual com o serviço de coleta de lixo, tendo em consideração o valor do contrato emergencial firmado com a empresa privada contratada pela prefeitura.

Ler matéria completa

×