Bauru e grande região

Tribuna do Leitor

Nihonjin - 11 anos no Brasil

por Fernando Lucilha Jr.

06/10/2019 - 06h00

Foi exatamente no dia 28 de abril de 1908, no longínquo Japão, que uma grande cidade portuária de nome Kobe testemunhou, às 17h55, o embarque de muitos "nihonjin" (japoneses) rumo ao desconhecido Brasil.

Nem todo mundo que estava naquele porto pôde embarcar. "Kobe" apenas 781 pessoas que, cheias de sonhos e esperanças, deixaram para trás sua amada pátria, seus "hiojichan" (bisavós) e tudo mais que lhes era caro e precioso. A fé que os fazia acreditar na possibilidade de encontrar uma terra generosa e próspera no outro lado do mundo era a mola propulsora a dar coragem e destemor para pisarem no convés do Kasato Maru, navio histórico, que iria singrar as águas de um mar revolto e perigoso, levando-os à terra dos sonhos.

Foram 52 longos dias; outras tantas madrugadas em que viram, em meio à solidão do infindável oceano, o "sol-nascente" espargindo alegria e cores, dissipando, assim, o véu da angustiante noite que lhes causava dolorida saudade de tudo e de todos.

Mas suas almas vibraram de alívio e alegria naquele histórico 18 de junho do mesmo ano, quando pisaram pela primeira vez na terra prometida. De lá pra cá, misturam-se a cultura milenar os "sushis", os "sashimis", a adaptação, a integração e a graciosa miscigenação da raça, dando origem a lindos olhos amendoados e puxadinhos que completam a beleza dos nossos mestiços e mestiças. Contribuição genética e cultural mais rica não poderíamos ter. As tradições e a culinária oriental nos envolveram de maneira cativa e determinante. Nosso Brasil, a nova Pátria dos imigrantes aqui chegados, foi repartida com muito amor aos seus descendentes que começaram uma nova geração! Ao "abrirem os olhos" pela primeira vez, vislumbraram a beleza maior desta generosa "Terra de Santa Cruz"! Bem sabemos estar esta imensa e trabalhadora Colônia Japonesa espalhada por todos os rincões brasileiros .

Mas dizem que é na cidade de São Paulo o lugar onde os japoneses têm mais "Liberdade"! Nossos parabéns e reconhecimento aos queridos irmãos japoneses que tanto contribuíram para o crescimento sócio-econômico do nosso Brasil. Realmente, eles encontraram a fonte de mel, após sofrerem as agruras da época, o preconceito, a dor de estarem muito " natsukashi" (sentimento de falta , saudosismo) com sua terra natal.

Mas o mais espantoso da vinda dos valentes "nihonjin " para o nosso país é que já se passaram mais de cem anos desde que eles aqui chegaram, e podemos ver que a maioria deles está saudável e bem conservada. Nem aparentam ter essa idade! Banzai!

 

Ler matéria completa