Bauru e grande região

Tribuna do Leitor

Um vassalo a serviço dos racistas

por Roque Ferreira - Coordenador Nacional do Movimento Negro Socialista e Presidente do Psol Bauru.

01/12/2019 - 06h00

A nomeação de Sergio Nascimento de Camargo como novo presidente da Fundação Palmares, escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro, causou indignação no Movimento Negro Brasileiro. Até a família do indicado protestou. O músico e produtor musical Oswaldo de Camargo Filho, que é irmão de Camargo, escreveu nas redes sociais que não apoia a nomeação e disse ainda ter vergonha do parente, a quem chamou de "capitão do mato", negro que, na época da escravidão, trabalhava como funcionário de fazendas, muitas vezes atuando na captura de escravos que haviam fugido.

"Tenho vergonha de ser irmão desse capitão do mato. Sérgio Nascimento de Camargo, hoje nomeado presidente da Fundação Palmares", escreveu Wadico Camargo, nome artístico de Sergio Nascimento de Camargo.

Na quarta feira (27/11), quando foi nomeado para o cargo de presidente da Fundação Palmares, instituição ligada à Secretaria Especial de Cultura, Sergio Nascimento de Camargo afirmou em suas redes sociais que o Brasil tem um "racismo nutella", defendeu a extinção do feriado da Consciência Negra e declarou apoio irrestrito ao presidente Bolsonaro.

O jornalista Sérgio Nascimento, conhecido pelas suas posições conservadoras que prestam um grande desserviço à luta antirracista no Brasil, afirmou que o movimento negro precisa ser "extinto" e que "negro de esquerda é burro, é escravo". Continuando com suas declarações, afirmou ainda que a escravidão foi "benéfica para os descendentes", e aproveitou para atacar a atriz Taís Araújo e a vereadora assassinada Marielle Franco.

O Movimento Negro Socialista considera esta indicação uma grande provocação e um grande desrespeito à população negra do país patrocinada por Bolsonaro e sua corja racistas. Esta figura abjeta que foi nomeada presidente da Fundação Palmares, sempre teve posturas belicosas, e com certeza sua indicação se conecta com as políticas deste governo de aumentar os ataques contra a classe trabalhadora e a população negra.

Como este lacaio da burguesia e dos patrões Sergio Nascimento de Camargo, temos muitos negros e negros que chafurdam no esgoto da "Casa Grande", para serem recompensados com migalhas. Mas não devemos estranhar esta situação.

Como disse Martin Luther King Jr: "Os negros são humanos e não super-humanos. Como qualquer um, possuem personalidades diversas, interesses financeiros e aspirações distintas. Há negros que jamais lutarão pela liberdade, há outros que procuram obter com a luta, vantagens pessoais e há outros que colaboram com os opressores. Tais fatos, não devem ser motivo de desespero. Todo grupo e todo povo possui sua parcela de covardes, oportunistas, e traidores. Os golpes do martelo do racismo e da pobreza fatalmente tem que perverter e corromper alguns. Não se pode pensar que o fato de um povo ser oprimido, leve todos os cidadãos a serem virtuosos e dignos."

Ler matéria completa