Bauru e grande região

Tribuna do Leitor

A rosa de Hiroshima

por Aldo Wellichan

26/03/2020 - 04h28

'Pensem nas crianças mudas, telepáticas. Pensem nas meninas cegas, inexatas. Pensem nas mulheres, rotas alteradas. Pensem nos idosos, frágeis, indefesos. Pensem nas feridas como rosas cálidas. Não, oh! Não se esqueçam da Rosa, da Rosa, da Rosa de Hiroshima. A rosa química.

Ler matéria completa