Bauru e grande região

 
Tribuna do Leitor

Estatísticas x pandemia

por Henrique Perazzi de Aquino

22/05/2020 - 06h00

Não concordo com os argumentos do missivista José Fernandes Borrego Bijos, em carta publicada nesta Tribuna em 21/05, desdizendo da informação da quantidade de mortes ocorrida e creditadas à cidade de Bauru.

Doze, sabemos, está bem abaixo do que realmente já ocorreram. A quantidade real, quando divulgada, essa sim poderia gerar algum espécie de terror na população. Seguindo o preceito de Malba Tahan, as tais diversas formas de se fazer a mesma conta, creio eu, o número que se deva informar, e este mais importante, não são os das mortes e sim o dos internados, dos recuperados e das vagas disponíveis.

Temos ciência que, felizmente, nosso SUS e serviço público estão preparados para atender a todos, mas possuem seus limites. Todas as medidas protetivas hoje em curso diminuem consideravelmente a quantidade dos mortos, mas na continuidade da promiscuidade e do descuido para com as medidas de isolamento, eis aí o grande problema.

Poucas mortes, porém, com hospitais cheios e vagas quase no limite.

Quando passarmos a divulgar diariamente o que se passa, principalmente no Hospital Estadual, talvez descubramos a não existência de uma competição, mas de uma pandemia no seu ápice. Tomemos cuidado, continuemos em casa. Faça-me o favor...

 

Ler matéria completa