Bauru e grande região

Tribuna do Leitor

Tempos cada vez mais difíceis para liderança

por Luciano Muchiotti - O autor é especialista em carreira e empreendedor. Atua como coach

11/04/2021 - 05h00

Você já parou para pensar que os líderes, pelo menos uma boa parcela deles, estão deixando a desejar na sua atuação? Aquele bom e velho líder que verdadeiramente se interessa pela equipe, por onde anda? Bom líder não no sentido de bonzinho, mas daquele líder que a equipe faz questão de ter por perto, de conversar e ficar atento aos seus ensinamentos.

Por falar em líder bonzinho, veja artigo que fala sobre isso aqui.

O que acontece na maioria das vezes é que os liderados não gostam muito da presença o seu líder, e isso é muito fácil de entender: ou por que esse líder é muito exigente, ou porque ele só pensa em si mesmo, ou só pensa na empresa, ou não está nem aí para os seus liderados, ou ainda, simplesmente por dificuldades em liderar. É real quando muitos liderados dizem que preferem trabalharem sem a presença do líder, e também é mais comum do que imagina.

Acredite numa coisa, os liderados enxergam as falhas do líder muito melhor do que ele mesmo.

Se as atitudes não são de um verdadeiro líder, então esses liderados tendem a se distanciar, até porque, teoricamente na maioria das vezes com o líder distante tudo pode ser mais tranquilo.

Isso acontece todos os dias com centenas de milhares de líderes em todo o mundo.

Agora talvez o que os líderes não saibam é que precisam adquirir novas habilidades ou melhorar as que já possui.

Por exemplo: Os líderes se comunicam bem? Sabem trabalhar em equipe? Reagem bem às mudanças?

Uma outra situação é aquele líder que não está sendo reconhecido pelo trabalho que está desenvolvendo na empresa, e não imagina porquê.

Será que ele possui as habilidades necessárias e cumpre seu papel tão bem ao ponto de merecer este reconhecimento?

Quando converso com algum líder, imediatamente já procuro perceber se há oportunidades de melhoria, e claro, encontro rapidinho. Infelizmente muitos líderes não se dão conta disso, e poucos procuram soluções ou se permitem buscar algum tipo de aperfeiçoamento.

Outras vezes tentam soluções caseiras, espelhando-se em parceiros da própria empresa.

Não sabem que esses parceiros podem também ter muitas deficiências ou estarem muito limitados em suas funções, logo o que não era bom pode ficar pior.

Até aqui é só para uma reflexão acerca do papel do líder. Tem mais, os desafios só tendem a aumentar. Imagine neste momento de pandemia como esses líderes estão sofrendo para conduzir suas equipes nas atividades do dia a dia, tendo em vista que algumas dessas atividades estão sendo realizadas sem a presença física deste líder. Aí o problema tende a ser maior porque ele precisa estar muitas vezes online ou por telefone para determinar o que precisa ser feito para que seu time possa obter os resultados esperados.

Algumas dificuldades ficam mais evidentes conforme os problemas vão surgindo. Atualmente, os líderes estão precisando contar com a tecnologia para liderar, por exemplo, e até mesmo usar toda sua habilidade de comunicação. E o líder que é avesso a tecnologia, como está se sentindo? E aquele líder que tem dificuldades para se comunicar com a equipe?

Não é fácil, mas é preciso liderar e conduzir os liderados para o melhor caminho possível, primeiramente para eles. Manter-se atualizado, desenvolvendo nos técnicas e habilidade é o básico para qualquer líder.

Ler matéria completa