Bauru e grande região

Tribuna do Leitor

O poder que há em mudar a forma de pensar

por Luciano Muchiotti - especialista em carreira

02/05/2021 - 05h00

Não sei se você percebeu ou já experimentou uma situação como essa em que carreiras profissões e formações mostram seus altos e baixos. Há pouco mais de um ano estamos experimentando essa terrível pandemia e infelizmente tudo isso que estamos vivendo nos faz pensar pelo lado negativo. Como sempre falo para os meus alunos e clientes, independentemente da situação que estamos enfrentando, seja uma crise sanitária, financeira, ética, moral ou qualquer outra que seja, é importante sempre uma reflexão sobre o que pode haver de positivo em tudo isso. Talvez pareça estranho eu tentar fazer você pensar dessa forma, ou seja, olhar de maneira positiva onde as negativas sobressaem com muita força. Mas é esse esforço mesmo que eu quero que você faça porque por mais difícil que seja a crise é possível, sim, enxergar aspectos positivos. Quando pensamos em uma profissão, carreira ou até mesmo na formação profissional para quem está em busca de uma, é importante analisar o cenário atual expectativa futura e também olhar para trás e ver o que as crises anteriores deixaram como aprendizado.

Vou citar aqui apenas um exemplo e talvez seja o mais atual sobre o que eu pretendo passar para você, que está relacionado com formação profissional. Especificamente relacionado a esta crise que começou em 2020 por todos os acontecimentos e todos os impedimentos, um deles nos levou a ficar reclusos e isso gera grandes problemas. Milhões de pessoas ficaram "presas" dentro de suas casas teoricamente para evitar o pior e isso causou e está causando muitos problemas físicos e psicológicos, é fato. Claro que hoje fica muito difícil coletar todos esses dados e chegar a uma conclusão, a um número real até porque a crise sanitária ainda permanece. Certamente algum tempo após a melhora ou fim desta crise talvez nos surpreenderemos com os números que serão revelados. O que eu quero dizer com isso é que problemas mentais e psicológicos para quem ficou "preso" em casa por um longo período serão números em breve. Problemas físicos como aumento de peso e consequentemente algumas doenças também serão números em breve. Percebemos e é fácil constatar isso agora, que a pandemia trouxe e está trazendo várias questões muito críticas do ponto de vista da saúde física e mental.

Mas o que eu quero dizer mesmo é que se analisarmos por outro lado, o lado positivo ou das oportunidades, e fazendo uma leitura do cenário atual podemos facilmente perceber que as pessoas estão precisando e precisarão pós pandemia do auxílio de alguns profissionais específicos mais do que nunca. Por exemplo: profissionais que são da área de cuidados físicos. Sem muito pensar o que nos vem à mente é o profissional da educação física, por que as pessoas entraram, entrarão e estão entrando em um nível de sedentarismo ainda maior do que nós tínhamos até 2020. Talvez esse problema não seja tão preocupante em nosso país, mas não tenha dúvidas que ele vai ter um significativo aumento e os números serão revelados mais adiante.

Não sei qual sua carreira, profissão ou trabalho, mas é importante analisar agora quais oportunidades estão por trás desse seu trabalho pensando na crise sanitária. Outro aspecto importante para quem está "preso" em casa é fazer um resgate das suas qualificações e habilidades e analisar se não é hora de aperfeiçoá-las para que você possa utilizar todas no melhor estilo assim que a crise sanitária passar. Diria que é o momento de preparação para o que está por vir. Não sabemos o que está por vir, mas essa crise sanitária mais cedo ou mais tarde vai passar como tantas outras crises que já se passaram. Aperfeiçoar seus conhecimentos, fazer boas leituras, analisar profundamente sua carreira, fazer uma pesquisa de mercado para saber como o seu trabalho ficará após a crise, tentar encontrar novos mercados que surgirão ou se tornarão fortes também são opções, entre outras.

A questão é que as pessoas ficam em casa se lamentando e assistindo a uma quantidade imensa de lixo que é exibido em boa parte das emissoras de TV e que não agregam em nada e ainda causa pânico, potencializando ainda mais o risco de se criar ou agravar um problema psicológico/mental. Esse, acho que é o melhor nome para o que estamos assistindo, lixo. Uma máxima tem feito muito sentido em minha vida, e que preciso compartilhar com você. Menos é mais, principalmente quando conseguimos identificar o que pode ser perigoso. Seja criterioso(a). Ocupe ou procure ocupar sua mente com coisas positivas, mesmo que a realidade não permita, seja persistente e fortaleça sua mente para os aspectos positivos, mesmo que pareçam não existir. Essa é uma prática que tem feito a diferença na vida das pessoas, meus clientes principalmente e para reforça-la preste atenção nessa passagem bíblica:

"Além disso, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é nobre, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, tudo o que é virtuoso e louvável, eis o que deve ocupar vossos pensamentos." (Filipenses 4,8) Espero que essa breve reflexão possa despertar em você a curiosidade para tentar descobrir o que é que tem de positivo e o quanto você pode se beneficiar disso neste momento e também depois.

Ler matéria completa