Bauru

Tribuna do Leitor

Por que a Copa América incomoda mais que Brasileirão?

por Betto Valin - Jornalista

06/06/2021 - 05h00

O ministro chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, disse em nota que a realização da Copa América, no Brasil, não está totalmente confirmada. Após a grande repercussão da realização do campeonato, organizado pela Conmebol, em terra tupiniquim, houve grande protesto por parte de internautas, políticos de oposição e jornalistas esportivos, principalmente da TV Globo e Sportv.

O que mais surpreende nessas manifestações é o fato de hoje chegarmos a marca de 465 mil mortes pela Covid-19 e mesmo com essa marca exorbitante e triste estamos desde o segundo semestre do ano passado organizando vários campeonatos de futebol no Brasil.

Campeonatos estaduais, como o Campeonato Paulista, campeonatos regionais, como a Copa do Nordeste, campeonatos nacionais, como o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil, e até mesmo campeonatos internacionais, como a Libertadores e Copa Sul-americana

Uma diferença entre a Copa América e os demais torneios realizados no Brasil é o fato de a Conmenbol estar vacinando toda a delegação das seleções que participarão do torneio, coisa que não acontece nos outros campeonatos realizados, até agora, no Brasil.

É possível compreender as manifestações, não retiro o direito do cidadão brasileiro de se manifestar, mas precisamos falar sobre os dois pesos e duas medidas, algo que falta hoje em dia.

Mas é necessário ressaltar a triste irrelevância que a seleção brasileira passou a ter em nosso país. Hoje um Corinthians ou Flamengo mobilizam muito mais pessoas a se aglomerar em bares e avenidas do que a nossa pentacampeã, e hoje morna, seleção brasileira.

Se sairmos de casa hoje e perguntarmos aos populare, qual é o volante da seleção, muitos não saberão responder, mas se tentarmos fazer a mesma pergunta trocando a seleção brasileira pelo Palmeiras ou São Paulo, a resposta será outra. Não se vê mais falar em seleção brasileira nas rodas de amigos, não se tem mais amor pela camisa canarinho, e isso é evidente, nas ruas e nas redes sociais. Eu diria até, que hoje em dia, as pessoas falam mais sobre política do que sobre a seleção brasileira.

Hoje em dia, como um jogo Brasil e Argentina, na Copa América, pode gerar mais aglomeração do que um Corinthians e Palmeiras, no Campeonato Brasileiro?

Partindo desse princípio, a pergunta que fica é: será que, de fato, existe essa preocupação com a realização dos torneios de futebol no Brasil? E se existe, por que ela se inflou só agora, sendo que estamos a um ano organizando futebol? O direito do cidadão se manifestar é legitimo, mas precisa conversar sobre o motivo, de algumas manifestações, e por que elas se inflam apenas com determinados eventos.

 

Ler matéria completa