Bauru

Tribuna do Leitor

O mês da leitura, do livro e da criança

por Luiz Carlos Amorim

12/10/2021 - 05h00

O dia primeiro de outubro de 2015 foi Dia de Ler. Uma iniciativa da Secretaria da Cultura de Barueri, SP, fez com que mais de 93 mil pessoas aderissem ao projeto Dia de Ler - Todo Dia, participando de sessões de leitura, das 9 da manhã até as 21 horas. Gente de todas as profissões, de todas as religiões, de todas as cores, de todos os graus de instrução leram, naquele dia, qualquer texto, desde bula de remédio, passando pelo gibi, pelo jornal, indo até os clássicos da literatura, não esquecendo a Bíblia, é claro.

Em vista do retumbante sucesso da experiência, optou-se por uma edição nacional do projeto. De maneira que o dia primeiro de outubro será o dia da mobilização nacional pela leitura. O Dia de Ler pretende envolver o maior número de pessoas em todo o Brasil, fazendo com que cada um leia um pouco ou um pouco mais.

O dia 12 de Outubro, além de ser o tão esperado Dia da Criança, é também o Dia Nacional da Leitura.

Também um dia para nos lembrarmos de ler e de dar livros de presente para nossas crianças. Leitura é diversão, conhecimento, cultura e precisamos praticar todos os dias para comemorarmos apropriadamente o Dia Nacional da Leitura.

Já no dia 15 comemoramos o Dia do Professor, esse ser iluminado que nos ensina a ler e a escrever e, por isso, nos abre os caminhos do mundo e da vida, pois tudo que precisamos aprender está nos livros. Então, a profissão mais importante do mundo - pois é ela que possibilita que haja todas as outras profissões - tem tudo a ver com livro e leitura.

Para terminar o mês de outubro, que vimos aqui ser o mês do livro e da leitura, temos o Dia Nacional do Livro.

Nada mais adequado do que terminar um mês com tantas comemorações ao livro e à leitura, com uma homenagem a este objeto tão importante para o ser humano, que lhe dá a possibilidade de estudar e adquirir cultura e conhecimento.

E viva o livro, viva a leitura, viva os leitores adultos e as crianças, leitores em formação e viva os professores, que nos ensinam a dar o devido valor aos livros.

 O autor é escritor, editor e revisor.

Ler matéria completa

×