Bauru

Tribuna do Leitor

Tragédia em Capitólio

por Roberto 'general' Macedo

11/01/2022 - 05h00

Fico bem à vontade para falar de eventos e turismo, afinal, foram quase 8 anos como diretor da área na Prefeitura de Bauru, onde e apesar de grandes eventos, nada de ruim aconteceu. O turismo em 2020 representava 7,7% do PIB brasileiro. Como em todos os lugares, caiu em 2020 devido à pandemia. Isso é muita coisa em termos financeiros e geração de empregos. Como temos inúmeros tipos de turismo, podemos afirmar que todas as cidades brasileiras têm algo a oferecer a turistas e receber um pouco desse dinheiro vindo do lazer das pessoas.

Só que, como tudo, tem um 'mas' nessa história. A palavra correta é 'responsabilidade'. Não adianta ter e não saber preservar e cuidar do atrativo. Quando falo em cuidar, não digo somente deixar limpo e em boas condições de acolher o turista, falo também em responsabilidade com a segurança do turista.

Nesses turismos de aventuras, cachoeiras, praias, montanhas e muitos outros, que envolvem segurança das pessoas, os responsáveis, seja Prefeitura, Estado, Governo Federal ou locais privados a responsabilidade recai sempre sobre os ombros de quem deveria fiscalizar essa segurança. Leio após a tragedia de Capitólio que nunca houve um estudo geológico sobre as condições das encostas, mesmo sabendo que as águas desembocam ali, formando cachoeiras e infiltrações nas paredes de pedra.

Lamentável como foi também a queda das Falésias em Natal. Estudos constantes poderiam ter evitado essas mortes, mas não o fizeram, preferem receber o dinheiro fácil dos turistas sem gastar nada com sua segurança. Pobre turista brasileiro, na maioria das vezes sai de casa alegre para se divertir e volta chorando pela desgraça ocorrida, sempre à mercê da incompetência fiscalizadora dos órgãos responsáveis. Capitólio não foi acidente, foi falta de responsabilidade mesmo, e isso na certeza causará um prejuízo financeiro enorme na economia local causando desemprego e tristeza naquela linda cidade.

Ler matéria completa

×